Especial: Rat look & Rat Rod

Posted on 17.11.2017 in Общая категория by

Volkswagen Beetle

Puristas, shiners e perfeccionistas, fazer uma pausa. Vamos falar sobre ferrugem e detritos. Porque às vezes é muito mais divertido do que nunca explicou cobertas travessas.

Quando um mosquito espancado até a morte apenas motivo suficiente para cegar pânico. Ou uma depressão profunda por pelo menos dois pingos de chuva no telhado brilhante feroz, você não deve pensar sobre isso. Eu faço. Deixe-o oxidação. Se ela vai bem, vamos olhar para o rato.

Mas então o real. Sem triciclo infantil, caixa ou de trenó em um hatchback anódino consertou com imperiaaltje desajeitado, mas parece completamente podres com técnica impecável e às vezes deslumbrante dobrado embaixo. A média e feio. Nice, mas não como a conhecemos. Isso vai um pouco mais do que reduzir a Golfje maçante e sem forma, montar o dakrekje errado e sua licença torto enroscando. E uma luz frontal de nevoeiro e um galo adesivos em todo o lugar, tornando-o diferente, mas ainda longe Rat Rod.

Para no rato vai olhar globalmente origina. Ao contrário do caro, acarinhados e muitas vezes mal montado Hot Rod veio este calhambeque aparentemente negligenciada na verdade decorre do "batedor". Que era essencialmente um projeto de Hot Rod inacabada ou encalhado era pelo menos dirigível e muitas vezes até rua legal. Tinha que ser perfeito e brilhante, mas isso não aconteceu. Consciente ou forçado. Esta foi uma tendência em si e evoluiu ainda mais em Rat Rod.

Para um grupo crescente foi o hip a unidade para mover os restos habilmente construído e mortos hotrodders graves ou fundamentalistas restauração assim assustar os daylights. Um dos principais precursores deste estava com os '28 e '32 componentes Ford fabricados "Jakelopy" Jim "Jake" Jacobs, um Bouwer American Hot Rod. Em 1987, ele causou uma grande celeuma por aparecer neste banheira nua e crua em uma reunião da brilhante Hot Rods e escovas-lo ainda mancha vermelha. Com um dedo grosso para as damas seis dígitos-reboque dos peixinhos prateados patológicas.

No início dos anos noventa constrói artista Robert Williams Ford '32 por muitos como o primeiro Rat Rod verdadeiro é considerado e também a primeira vez que foi apelidado por Gray Baskerville da Hot Rod Magazine. Em que haste do rato é um derivado de bicicleta de rato; um componentes de baixo custo si remendada projeto moto (você). O mate vermelho-castanho, limpo Roadster Williams tornou-se conhecido como o "Oitos & Aces "e foi a inspiração para as gerações futuras bouwers e entusiastas Rat Rod. Patina tornou-se o novo Chrome.

Se não é brilhante. Gloss foi buceta e pensionistas. Rust, detritos e borracha formada a nova religião. 20s muito populares e 30 corpos de carro ou partes dele, mas manteve-se nos anos 40, 50 e designs dos anos 60 início dos anos foram se tornando cada vez mais popular como uma base para as mais diversas e originais criações. Às vezes construídos com estilo francês e todo o encanamento e peças recicladas, sem qualquer ideia de especialização e, portanto, inconsistente e francamente inseguro. O curso mais bela com o amor e artesanato construído Rat que, apesar das patina e recombinados pedaços juntos, formam um todo homogéneo e limpo com técnica maravilhosa. Um exemplo extremo é o carro de trem, construído por Steve Darnell de Welderup. Assustador. Retecool.

Ford 1929

Mas com tal monstro ultrajante você não pode ir muito longe na Europa. Cada popo aqui é a sua leitura com bolhas de cuspir em seu lábio e olhos injetados de aula furiosa no pára-lamas, capô (com fechamento adequado), escape, limpadores, medidores, indicadores e espelhos. E você tem um colete reflexivo sobre. Isso não é nada. Em parte porque fomos forçados aqui e raiva brutal ter se curvar a um rato olhar mais ou menos modelos padrão. Também há novamente para conceber variações infinitas e executar diferentes tendências e idéias em conjunto. Uma fita adesiva preta sobre os faróis e o imperiaaltje inevitável para fortemente sintonizado, drasticamente reduzida ou completamente coberta com ferrugem preservada exóticos. Se você está em segurança e deteriora o seu 911 com um wrapje. Se sua esposa não encontrar mais bonito pode fazê-lo novamente.

Muitas regras não são, mas certamente ainda há o desafio de criar um conjunto coerente. Se a ferrugem, mas fica um palco, grande ou pequeno. Cultivada e bem conservado arte podridão elevar parece mais fácil do que é e faz um próprio espectador rato claramente do outro. Alguns adesivos, emaranhados irregulares rolou partes do corpo e pára-choques de plástico bekliederde inevitavelmente causam a aparência Sucata, e que nunca foi a intenção. Mas brilhantemente enrolado ou ferrugem, mesmo obtidos por lixar e ácidos e cuidadosamente preservado, ferrugem verdadeira dar um quadro muito diferente. Especialmente combinado com os detalhes direito.

Rusty Martini

Alguns exemplo steelies nitidamente alargado, terminado com paredes brancas. Opcional com arestas polidas e anéis de cromo, uma vez que as rodas são as únicas partes que podem brilhar permitidos. Para tudo o resto é o famoso rato-credo: em paz nós confio! bom homem. Ou não, não. Bonito.

Créditos das fotos: Basfiz (meio) e DB86 (acima) via Autojunk.